FALE CONOSCO!
VOCÊ ESTÁ EM: PORTAL CEHMOB » Acontece » Notícias » Atividades do Cehmob-MG propõem enfrentamento e combate ao racismo
NOTÍCIAS SELECIONE SEU PERFIL:

Atividades do Cehmob-MG propõem enfrentamento e combate ao racismo

ACS - Faculdade de Medicina da UFMG Belo Horizonte, 3 de maio de 2017

*atualizada em 5 de maio.

Nos dias 5, 8 e 15 de maio, o Cehmob-MG promove atividades que marcam a descomemoração do 13 de maio, data historicamente relacionada à Abolição da Escravatura. A ação, realizada pelo Grupo Técnico Racismo Institucional, busca dar enfoque ao enfrentamento e combate ao racismo.

Segundo a coordenadora do Grupo, Janaína Neres, descomemoração é um termo criado pelo movimento social negro para causar reflexões sobre o 13 de maio. “Popularmente, tem-se ideia da abolição associada à liberdade, o que não condiz com a realidade, pois tal feito somente ocorreu por pressões daquele momento histórico, ligadas à expansão do capitalismo e à necessidade de mais consumidores. Negros e negras foram libertos sem nenhuma garantia de dignidade ou ação promovida pelo Estado”, afirma.

Para debater o assunto, serão realizadas rodas de conversa e ação cultural com os temas “O que é ser negro no Brasil”, “Racismo institucional como determinante social na saúde” e “Doença Falciforme e Racismo Institucional”. “O racismo, já presente no tratamento para com as necessidades dos negros naquela época, ainda tem seus reflexos nos dias atuais. Por esse motivo, o mês de maio simboliza a necessidade de enfrentar e combater todas as formas de racismo presentes na nossa estrutura social”, acrescenta o estudante de Psicologia e também integrante do Grupo, Vinícius Theófilo.

As atividades dos dias 5 e 8 de maio acontecem no Hemocentro de Belo Horizonte (HBH) e são abertas a todos os parceiros do Cehmob-MG, como Nupad da Faculdade de Medicina da UFMG, Fundação Hemominas, Associação de Pessoas com Doença Falciforme e Talassemia de Minas Gerais (Dreminas) e projetos especiais do Cehmob-MG. No dia 15, a ação ocorre no Campus Saúde da UFMG, sendo direcionada também ao público externo.

Programação

logo_principal

  • 05/05/2017 – Roda de conversa

Tema: O que é ser Negro no Brasil

Palestrante: Ricardo Dias Castro (Núcleo de Ensino, Pesquisa e Extensão Conexão de Saberes/FAFICH/UFMG)

Local: Auditório do Hemocentro de Belo Horizonte – HBH (Alameda Ezequiel Dias, 321 – Santa Efigênia)

Horário: 14h às 16h

  • 08/05/2017 – Roda de Conversa

Tema: Racismo Institucional – Determinante Social na Saúde

Palestrantes: Yone Gonzaga (Secretaria de Direitos Humanos, Participação Social e Cidadania de Minas Gerais) e Maria Zenó (Dreminas)

Local: Auditório do Hemocentro de Belo Horizonte – HBH (Alameda Ezequiel Dias, 321 – Santa Efigênia)

Horário: 10h às 12h

Tema: Doença Falciforme e Racismo Institucional

Cortejo: a partir das 13h30 no Campus Saúde/UFMG com entrega de material informativo.

Roda de Conversa: das 14h às 16h30 no Diretório Acadêmico Alfredo Balena (DAAB) da Faculdade de Medicina da UFMG.

Palestrantes: Ana Paula Pinheiro (Linha de Cuidados/Cehmob-MG), Maria Zenó (Dreminas) e Dóris Faustino (Programa Ações Afirmativas na UFMG).

Grupo Técnico Racismo Institucional

O Grupo faz parte do Cehmob-MG como uma das iniciativas de trabalho que propõe discutir e elaborar estratégias de enfrentamento e combate ao racismo institucional nos serviços de saúde e na sociedade.

Tpicos : , , ,
+ NOTÍCIAS [VEJA TODAS NOTICIAS]
Cehmob © 2013 - Centro de Educação e Apoio para Hemoglobinopatias Diminuir a fonte Aumentar a fonte Aplicar conteste Acessar o Facebook Acessar o Twitter Acessar o Flickr Traduzir para Purtuguês (Pt-br) Translate to Englsih (En)