FALE CONOSCO!
VOCÊ ESTÁ EM: PORTAL CEHMOB » PROJETOS » Aninha
PROJETOS SELECIONE SEU PERFIL:

Aninha

logo_aninha

O Projeto Aninha: Organização e Capacitação dos Cuidadores de Gestantes com Doença Falciforme, desenvolvido pelo Cehmob-MG, tem como objetivo acompanhar as gestantes com doença falciforme e compartilhar, entre os diversos profissionais de saúde, os conhecimentos relativos aos cuidados necessários para o atendimento a essas mulheres. Para isso, investiga a evolução da gravidez para compreender as necessidades, anseios e receios das futuras mães, além de realizar pesquisas científicas para melhorar o atendimento às pacientes.

As ideias para o projeto surgiram em setembro de 2007, durante a realização do IV Simpósio Internacional de Hemoglobinopatias e do Encontro Multiprofissional sobre Assistência em Doença Falciforme, no Rio de Janeiro. A partir de então, ao longo de diversas reuniões da equipe do Cehmob-MG, as ideias se concretizaram e o Projeto Aninha se tornou realidade.

A equipe do projeto conta com profissionais de diferentes especialidades, entre obstetras, hematologistas, clínicos, psicólogos, assistentes sociais, outros profissionais da área de saúde, além de estagiários de medicina que facilitam a interação entre a gestante e o médico. O grupo multidisciplinar garante, assim, tanto o crescimento científico do Aninha, com a produção e troca de conhecimento técnico, como também a valorização dos diversos aspectos humanos envolvidos.

Ao longo dos anos, o projeto registra 252 gestantes e ex-gestantes cadastradas em Belo Horizonte, Região Metropolitana e também cidades do interior (dados Maio/2016). Entre as ações do projeto estão visitas técnicas, seminários eletrônicos para treinamento de equipes de saúde, elaboração de manual e protocolo de acompanhamento às gestantes com doença falciforme e a realização de atividades lúdicas como o Dia da Aninha, um dia dedicado às atuais e futuras mães atendidas pelo Projeto.

A perspectiva é que as atividades do Projeto Aninha possam ser continuamente ampliadas para auxiliar cada vez mais as gestantes e também capacitar outras equipes multidisciplinares nas unidades públicas de pré-natal de alto risco.

A iniciativa é financiada pelo Ministério da Saúde e resulta da parceria entre o Núcleo de Ações e Pesquisa em Apoio Diagnóstico da Faculdade de Medicina da UFMG (Nupad), Fundação Hemominas, Secretaria de Estado da Saúde de Minas Gerais (SES-MG) e Secretarias Municipais de Saúde.